Apple vai aumentar preços de apps nesses países


Apple vai aumentar preços de apps nesses países
maçã vai subir os preços aplicativos e Compras dentro do aplicativo (excluindo assinaturas auto-renováveis) em alguns países nos próximos dias. No entanto, os rendimentos serão ajustados de acordo e serão calculados com base no preço sem impostos, disse a Apple em um post de notícias em seu site.

A gigante da tecnologia citou os impostos digitais e as taxas de câmbio para a mudança. O Aplicativos da App Store vão ficar mais caros no Bahrein, Ucrânia e Zimbábue, com o IVA nesses países (nessa ordem) aumentado em 5%, 20% e 5%, respectivamente.


Enquanto os países acima verão aumentos de preços nos aplicativos no Loja de aplicativos, existem alguns países em que os preços não aumentarão, mas os “produtos serão ajustados para refletir as seguintes alterações fiscais”.

Nas Bahamas, o imposto sobre valor agregado será reduzido de 12% para 10%, Omã receberá um imposto sobre valor agregado de 5% e o Tajiquistão verá o imposto sobre valor agregado sendo reduzido de 18% para 15%.

A Apple também compartilhou as próximas regras para a Áustria, Letônia e Romênia, que são as seguintes.

“Áustria: reversão da taxa de imposto sobre valor agregado para 10% após redução temporária para 5% para e-books e audiolivros qualificados
Letônia: redução da alíquota do imposto sobre valor agregado de 21% para 5% para e-books e publicações eletrônicas qualificados
Romênia: redução da taxa de imposto sobre valor agregado de 19% para 5% para e-books, audiolivros e e-publicações qualificados”

o FacebookTwitterLinkedin




Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.