Após vitória na Copa do Mundo sobre o País de Gales, Irã liberta prisioneiros presos em protestos | Noticias do mundo


O Irã libertou mais de 700 prisioneiros após a vitória da seleção nacional na Copa do Mundo sobre o País de Gales, informou o site do judiciário Mizan Online na segunda-feira.

Anunciou que “709 detidos foram libertados de diferentes prisões do país” após a vitória por 2-0 na sexta-feira.

Entre eles estão “alguns presos durante os eventos recentes”, disse Mizan Online, fazendo referência indireta às manifestações que abalaram o Irã por mais de dois meses.

Não deu mais detalhes.

Os protestos em andamento foram desencadeados pela morte em 16 de setembro sob custódia de Mahsa Amini, 22, após sua prisão pela polícia moral por uma suposta violação das rígidas regras de vestuário do Irã para as mulheres.

Outros meios de comunicação iranianos relataram separadamente que o proeminente ator iraniano Hengameh Ghaziani foi libertado sob fiança após sua prisão por ter apoiado os protestos.

Duas das figuras mais proeminentes detidas durante as manifestações – o ex-jogador de futebol internacional Voria Ghafouri e o dissidente Hossein Ronaghi – também foram libertados sob fiança, segundo relatos.

A agência de notícias estatal Irna informou na segunda-feira que o ex-apresentador de televisão estatal Mahmoud Shahriari, 63, foi libertado após dois meses de prisão por “incentivar tumultos”.

O Irã marcou duas vezes na sexta-feira nos acréscimos para surpreender o País de Gales e dar um novo fôlego à sua campanha na Copa do Mundo antes de um confronto politicamente carregado na terça-feira contra os Estados Unidos.

O Irã perdeu sua primeira partida da Copa do Mundo para a Inglaterra por 6–2.

O judiciário do Irã diz que mais de 2.000 pessoas foram acusadas desde o início dos protestos.

O alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Volker Turk, disse na semana passada que cerca de 14.000 pessoas foram presas.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *