‘A resistência está viva’: Ex-ministro afegão diz que forças rebeldes ‘recapturaram’ 3 distritos do Taleban | Noticias do mundo


O ex-ministro interino da defesa do Afeganistão, Bismillah Muhammadi, disse na sexta-feira que as forças de resistência no país conseguiram recapturar três distritos do Taleban, que agora estão solidificando seu controle sobre o aparato estatal. Destacando que os distritos afegãos de Pul-e-Hesar, Deh Salah e Banu estão agora sob ocupação das forças de resistência, o ex-ministro exclamou: “A resistência ainda está viva!”

Leia também | ‘Qualquer ataque às nossas forças e …’: o aviso de Biden ao Talibã

“Resistir aos terroristas do Taleban é nosso dever. Os distritos de Pul-e-Hesar, Deh Salah e Banu em Baghlan foram ocupados pelas forças de resistência. A resistência ainda está viva!” postou Muhammadi de seu nome oficial no Twitter.

A mídia local do Afeganistão também relata que o Taleban perdeu o controle do distrito de Pol-e-Hesar, na província de Baglan, depois de um conflito armado na sexta-feira. De acordo com a Khaama Press, os distritos de Deh Salah e Qasaan em Baglan, junto com Pol-e-Hesar, foram recapturados pelas forças rebeldes. Citando residentes locais, os relatórios afirmam que quase 40 militantes do Taleban foram mortos e pelo menos 15 feridos.

Leia também | Bebê afegão no aeroporto de Cabul de volta com o pai após receber tratamento: EUA

No entanto, o Taleban ainda não comentou o incidente.

O ex-ministro da defesa do Afeganistão, Bismillah Muhammadi, está atualmente residindo na província de Panjsheer, a única região do Afeganistão que não está sob controle do Taleban no momento. O grupo impôs um toque de recolher em Cabul na quinta-feira, instruindo os cidadãos a não deixarem suas residências após as 21h, exceto em caso de emergência.

Enquanto isso, o cofundador do Taleban Mullah Abdul Ghani Baradar supostamente chegou a Cabul no sábado para conversas com outros membros do grupo e outros políticos sobre o estabelecimento de um novo governo afegão.

Preso no Paquistão em 2010, Baradar foi mantido sob custódia até que a pressão dos Estados Unidos o libertou em 2018 e foi realocado para o Catar. Baradar chegou ao Afeganistão na terça-feira vindo do Qatar, escolhendo pousar na segunda maior cidade do país, Kandahar – o berço espiritual do Taleban. Poucas horas depois de seu retorno, o grupo anunciou que sua regra seria “diferente” desta vez.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.