10 alimentos que causam inchaço e alternativas

Inchaço é quando o estômago fica inchado, o que geralmente pode ocorrer após a ingestão. Raramente é um sinal de uma condição médica séria, mas pode causar dor e desconforto.

Inchaço pode afetar até 13% da população em geral nos Estados Unidos. Pessoas que sofrem de inchaço frequente frequentemente acham que sua dieta é a culpada.

Neste artigo, discutimos 10 alimentos que geralmente causam inchaço. Também fornecemos sugestões de opções alimentares alternativas com menor probabilidade de causar esse efeito.

Alimentos que causam inchaço do feijãoCompartilhar no Pinterest
O feijão tem um alto teor de fibras e contém açúcares que o corpo pode achar difícil de quebrar.

Os feijões estão cheios de proteínas, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais. O feijão pode causar inchaço porque possui um alto teor de fibras e contém oligossacarídeos, açúcares que o corpo pode achar difícil de quebrar.

As pessoas podem optar por grãos mais fáceis de digerir, incluindo feijão adzuki e mungo, ou podem tentar usar alternativas, como:

Molhar o feijão antes de cozinhá-lo pode torná-lo menos propenso a criar excesso de gás na digestão.

Outra maneira de reduzir o desconforto e a flatulência que o consumo de feijão pode causar é comer pequenas quantidades todos os dias para gradualmente acumular boas bactérias intestinais e reduzir o gás.

Um estudo descobriu que a maioria dos participantes que ingeriram feijão diariamente por 8 a 12 semanas notou uma redução em seus sintomas digestivos durante esse período.

Bebidas carbonatadas, incluindo refrigerantes, contêm gás dióxido de carbono para criar as bolhas.

Esse gás vai diretamente para o trato digestivo, onde pode causar inchaço. O consumo excessivo dessas bebidas também pode causar outros problemas de saúde. Um estudo no American Journal of Public Health descobriram que os refrigerantes aumentam o risco de diabetes e contribuem para a obesidade.

Alternativas mais saudáveis ​​e que não causam inchaço incluem:

  • água pura ou aromatizada
  • sucos de frutas e vegetais frescos
  • água com gás com suco fresco, limão ou lima
  • leite
  • chás quentes e frios, especialmente chá verde

A escolha dessas opções saudáveis ​​pode ajudar no inchaço e na perda de peso. No entanto, é aconselhável garantir que as bebidas substitutas não contenham grandes quantidades de açúcar.

O trigo contém uma proteína chamada glúten, que pode causar inchaço, gases, dor de estômago e diarréia para algumas pessoas. Pão, macarrão e muitos assados ​​contêm glúten.

A sensibilidade ao glúten pode ser devida a uma condição chamada doença celíaca, que afeta cerca de 1% da população americana.

A sensibilidade não celíaca ao glúten pode afetar até 6% da população, de acordo com um relatório da Jornal Mundial de Gastroenterologia.

Alternativas ao trigo que podem não causar inchaço incluem:

  • aveia pura
  • trigo sarraceno
  • arroz selvagem
  • farinhas de amêndoa e coco
  • Quinoa

Centeio, que está relacionado ao trigo, e cevada são grãos de cereais.

Ambos os grãos são nutritivos, ricos em fibras e cheios de vitaminas e minerais.

No entanto, seu alto teor de fibras e glúten pode causar inchaço em algumas pessoas.

As pessoas podem substituir o centeio e a cevada por outros grãos, como aveia e arroz integral, ou por cereais sem glúten. Eles também podem considerar o uso de pseudo-cereais, como trigo sarraceno ou quinoa.

Os pseudo-cereais são pequenas sementes semelhantes a grãos de plantas que não são gramíneas, que as pessoas podem consumir da mesma maneira que os cereais comuns.

O perfil nutricional das pseudo-cereais é superior ao das opções convencionais de cereais, pois contêm mais proteínas e fibras alimentares.

As cebolas contêm frutanos, que são fibras solúveis que podem causar inchaço.

Os frutanos também ocorrem no alho, alho-poró, agave, trigo e uma variedade de outros alimentos produtores de gás. Mesmo em pequenas quantidades, cebola e alho podem causar inchaço e outros problemas digestivos.

Algumas pessoas podem ter alergia ao alho ou cebola, o que aumenta ainda mais a probabilidade de inchaço, arrotos e gases após consumi-los.

As pessoas podem substituir cebola, aipo, couve, alho-poró e erva-doce. Alternativas ao alho podem incluir outras especiarias e ervas, como cebolinha e manjericão.

Os vegetais crucíferos incluem couve-flor, brócolis, couve, couve de Bruxelas, agrião de jardim e muitos outros.

Estes são alimentos saudáveis ​​que contêm muitos nutrientes essenciais, incluindo vitaminas C e K, fibras e potássio. No entanto, eles podem causar alguns sintomas digestivos indesejáveis, incluindo inchaço.

Cozinhar legumes crucíferos facilita a digestão. Como alternativa, as pessoas podem substituí-los por outros vegetais saudáveis, igualmente ricos em vitaminas e minerais, mas que não causam inchaço. Esses incluem:

  • espinafre
  • abobrinha
  • batatas doces
  • espargos
  • cenouras
  • gengibre
  • salsão

Os laticínios, que incluem leite e uma variedade de queijos e iogurtes, são uma excelente fonte de cálcio e proteína. Algumas pessoas têm uma condição chamada intolerância à lactose, o que significa que seus corpos são incapazes de decompor a lactose, o açúcar nos produtos lácteos.

De acordo com um relatório no Revista Europeia de Ciências Médicas e Farmacológicas, até 75% da população mundial perderá a capacidade de digerir lactose durante a vida. Se as pessoas tiverem intolerância à lactose, é provável que o consumo de leite cause inchaço, gases, cólicas abdominais e diarréia.

Algumas pessoas que têm intolerância à lactose podem comer alguns produtos que contêm lactose, incluindo queijo e iogurte, ou podem controlá-los em pequenas quantidades.

Estão disponíveis alternativas de leite sem lactose, incluindo:

  • leite sem lactose
  • leite de amêndoa
  • leite de soja
  • leite de arroz
  • leite de linho

As pessoas também podem comprar queijos, iogurtes e sorvetes sem lactose.

Compartilhar no Pinterest
O açúcar de coco é uma alternativa saudável aos adoçantes artificiais que não trazem benefícios nutricionais.

Adoçantes não nutritivos, ou adoçantes artificiais, substituem o açúcar em bebidas doces, alimentos e chicletes.

Eles incluem sorbitol e xilitol, entre outros. Esses adoçantes não têm benefícios nutricionais e os especialistas não os recomendam para uma saúde ideal.

Pesquisa de Obesidade BMC vincula esses adoçantes a um estilo de vida prejudicial, hábitos alimentares inadequados e saúde mental e física em declínio.

Além disso, adoçantes não nutritivos podem causar problemas digestivos, incluindo gases e inchaço.

Alternativas saudáveis ​​para adoçantes artificiais e açúcar refinado e processado incluem:

O álcool é uma substância inflamatória e consumi-lo pode causar inflamação do revestimento gastrointestinal.

É particularmente provável que a cerveja irrite o intestino porque é uma bebida carbonatada. Ele também contém levedura, que se alimenta de bactérias nocivas no intestino e carboidratos fermentáveis, como cevada e trigo. Muitas pessoas são sensíveis aos carboidratos fermentáveis, que podem causar gases e inchaço.

Como o álcool apresenta outros riscos à saúde, é melhor beber água ou chá como alternativa. No entanto, se as pessoas querem beber bebidas alcoólicas, vinhos e bebidas espirituosas devem causar significativamente menos inchaço e gás do que cerveja.

Maçã e peras são frutas populares que contêm muita fibra, vitaminas e antioxidantes. Eles também são conhecidos por causar inchaço e problemas digestivos.

Isso ocorre porque eles contêm frutose, que é um açúcar de frutas que muitas pessoas acham difícil de digerir.

As peras também contêm sorbitol, que pode causar inchaço significativo para algumas pessoas.

Maçãs e peras cozidas podem ser mais fáceis de digerir do que as frescas. As pessoas também podem substituir as maçãs e peras em sua dieta por outras frutas com menor probabilidade de causar inchaço, como:

  • bagas, incluindo morangos, mirtilos e amoras
  • frutas cítricas, como toranja, tangerinas e laranjas
  • bananas
  • uvas
  • Cantalupo

Na maioria dos casos, o inchaço ocorrerá como resultado de alimentos ou bebidas específicas na dieta, em vez de uma condição médica grave.

Os alimentos que causam inchaço em uma pessoa podem não afetar outra pessoa. Portanto, é importante que as pessoas evitem apenas os alimentos que os afetam, em vez de cortar todos os alimentos que possam causar inchaço.

Se evitar certos alimentos não ajuda no inchaço, é melhor conversar com um médico ou nutricionista que possa resolver problemas específicos. Eles também podem recomendar suplementos específicos, como probióticos ou enzimas digestivas, para incentivar a digestão e diminuir a probabilidade de inchaço.

Nos raros casos em que a dieta não é a causa do inchaço, é possível que uma condição médica seja responsável.


Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *